Roteiro: Jeph Loab
Arte: Jim Lee
Tradução:
Alexandre Callari
Distribuidora: Eaglemoss (edição 2015)

Esperando ansiosamente pela nova animação da DC, Batman Silêncio?

Nos gibis, Batman Silêncio é um dos arcos canônicos recentes de maior sucesso do Homem Morcego, apesar de criticado pelos veículos de comunicação especializados em quadrinhos. Diga-se recente o ano de 2002 e 2003, porém devemos recordar que Batman, criado por Bob Kane, nasceu no final dos anos 30. Apesar de não se comparar com arcos como A Piada Mortal (1988) e Morte em Família (1988-1989), silêncio é uma obra importante que trouxe grandes nomes do universo Batman, e até mesmo um novo vilão.

Edição da Eaglemoss em 2 volumes, objeto de análise aqui no Café com Leitura.
Edição da Eaglemoss em 2 volumes, objeto de análise aqui no Café com Leitura.

Desde o seu lançamento até seu término, o arco contou com 12 edições, porém devido ao tamanho sucesso, foi relançado duas vezes: uma em 2 edições (pela Eaglemoss na coleção DC Comics Graphic Novels, objeto desta análise no Café com Leitura) e outra compilada em um único tomo.

Silêncio; um novo vilão surge no universo Batman.
Silêncio; um novo vilão surge no universo Batman.

Um novo vilão e diversos inimigos clássicos marcam presença em Batman Silêncio

Escrito pelo veterano Jeph Loab, Silêncio (Hush, em inglês) trouxe muito trabalho para o morcegão. No primeiro capítulo Batman já quase perde sua vida, e se não fosse pela Oráculo (Bárbara Gordon, ex-Batgirl após o Coringa a deixar paraplégica) consegue em tempo chamar a ajuda da Caçadora para socorrer o Homem Morcego. Já no início da HQ diversos inimigos e aliados são apresentados de maneira sutil e orgânica na história; uma previsão para a importância do conto como um todo para o Homem Morcego.

Vários aliados participam de Batman Silêncio.
Vários aliados participam de Batman Silêncio.

Porém o holofote vai para um novo vilão, que se mantém atrás das cortinas durante o gibi, e que ensina novos métodos para os inimigos antigos do Batman. Essa identidade misteriosa do novo vilão, denominado silêncio, deveria trazer um pouco da ótima atmosfera de detetive dos contos antigos do Batman, mas não se engane, o gibi é muito mais levado para a ação, e por vezes parece ser um tanto corrido, com os eventos acontecendo rápido demais.

As críticas, no entanto, batem pesado devido a algo que o arco faz: muitos personagens, entre aliados e vilões, acabam conhecendo a pessoa por trás da máscara de Batman.

Vilões e aliados se confundem no arco silêncio.
Vilões e aliados se confundem no arco silêncio.

Infelizmente a arte não fica no mesmo pé da história. Jim Lee traz traços bonitos para os  personagens e cenários, porém as poses são sempre muito exageradas. Os personagens masculinos parecem fisiculturistas posando para fotos em todas as páginas e as mulheres são altamente sexualizadas.

Porém o pior são as repetições de certos movimentos, como as voadoras de Batman e outros vilões que por vezes fazem o mesmo golpe.

Apesar do arco Silêncio ser altamente sexista, a Caçadora acaba sendo uma protagonista bem independente na história.
Apesar do arco Silêncio ser altamente sexista, a Caçadora acaba sendo uma protagonista bem independente na história.

O pior de tudo é que esta festa de posições faz com que o arco, que já possui muita dose de ação, perca a pouquíssima atmosfera de detetive que os comics do Batman costumavam possuir.

Gostaria muito de ver o arco Silêncio desenhado por um artista mais antigo que se preocupe mais em construir a atmosfera do que ficar exibindo no desenho músculos e bundas para atrair um publico mais jovem.

Seria este Robin o falecido Jason Todd?
Seria este Robin o falecido Jason Todd?

No entanto, o que é mais notável no enredo é como este novo vilão, que manipula inimigos e aliados de Batman, conhece os principais traumas do morcego, como a morte de Jason Todd e o assalto a Bárbara e Jim Gordon. Como se não fosse o suficiente, a situação ainda leva o morcegão para Metropolis… então você já pode imaginar quem Batman vai enfrentar, não? 

Batman aprende a confiar mais nas pessoas que sempre estiveram ao seu lado.
Batman aprende a confiar mais nas pessoas que sempre estiveram ao seu lado.

Batman Silêncio possui alguns grandes defeitos porém uma boa mensagem

Apesar do arco Silêncio possuir um grande defeito, ele passa uma excelente mensagem. O grande problema no arco é Lee, e parte até mesmo do roteiro de Loeb, quando se trata na objetificação da mulher.

Mulher-Gato, Hera Venenosa, Lois Lane e qualquer personagem feminina que aparece sempre está com uma roupa hiper-sexualizada e em posições que favoreçam suas bundas ou peitos. Algumas posições são inclusive ridículas, nem parecendo humanas, como quando aparecem de costas somente para apresentar a bunda, enquanto contorcem a cabeça em uma posição que lembra a atriz do filme O Exorcista, para conversar com outros personagens, ao invés de serem apresentadas de frente.

O sexismo só é um pouco amenizado devido aos personagens masculinos também serem apresentados com posições que destacam seus músculos ou o corpo em si. Já no texto, as mulheres sempre são colocadas com papel secundário, nunca realizando um trabalho realmente importante, a parte da Caçadora.

A mulher gato, aqui uma aliada, é uma das personagens a saber a identidade secreta de Batman.
A mulher gato, aqui uma aliada, é uma das personagens que descobre identidade secreta de Batman.

Porém silêncio possui uma boa mensagem, mesmo com todos os seus defeitos, e que o Homem Morcego aprende de um jeito sofrido: não tente fazer tudo sozinho, conte com seus amigos e aliados para o que der e vier!

Por

Escritor, crítico e redator aficionado por livros e jogos eletrônicos. Conhecido como Veritas Volpe no ambiente artístico e literário.

2 Comentários

  1. Devo admitir… que li a tua resenha ate o final. Com isto posso concluir:
    1_ Sou um leitor assiduo, de HQ…incluindo Batman. Pertenço aos velhos fas …nao me prendo a arte de peitos e bundas.
    2_ Teu conhecimento sobre o HQ. do Batman… seja tao profundo quanto o meu em russo…
    3_ O HQ e do Batman e nao do empoderamento feminino ou do feminismo. Procure o HQ da Batgirl ou da Mulher Maravillha. Quem sabe tu encontre musculos masculinos.
    4_ Se quer um HQ que levante bandeira sobre o feminismo ou ideologia de genero crie um.
    5_ Para um leitor de HQ . Tua critica e no minimo tendenciosa a ideologias.

    Sendo assim vou correndo comprar esta HQ

    • Olá Henderson!

      Obrigado pelo seu comentário que, apesar de um pouco ácido (o que não há necessidade), é válido! Como informo no “Quem Sou?”, o Café com Leitura visa sempre fazer uma análise/crítica social com os textos que publicamos aqui, e acredito que questões feministas vão além do “empoderamento feminino” mencionado por você; antes se referem às desigualdades que este mesmo gênero sofre, independente do seu gosto e preferência por Batman, nas diversas mídias de entretenimento.

      No entanto agradecemos seu cometário, gosto muito também das obras mais antigas, focadas na atmosfera de Gotham do que nas poses dos personagens.

      E sim! Compre, é muito bom! Ressaltei pontos positivos que acho que você não leu ali. = )

      Devemos sempre nos lembrar de não sermos escravos da mídia que consumimos, por mais que gostemos dela.

Escreva um comentário